Artigos

Asma: Uma doença crônica.

Dr. Sergio Luiz de Oliveira Castro recomenda a leitura deste texto. Não perca a oportunidade de saber mais sobre asma.

É uma doença crônica das vias aéreas que se manifesta por crises de falta de ar, chiado e tosse.

Os sintomas da asma são provocados pelos seguintes fatores: Estreitamento das vias respiratórias (Broncoconstrição).
Sensibilidade exagerada dos brônquios a causas variadas (Hiper-reatividade brônquica). Inflamação da mucosa brônquica.

Por que o tratamento inalatório é melhor que o oral? Age somente onde precisa, por isso pode ser tomado em doses menores com mais eficácia. Garante o uso preciso da dose recomendada pelo médico. É mais prático. Garante que a substância seja distribuída por todo o pulmão, mesmo que a pessoa tenha dificuldade em respirar fundo.

Discutindo os aerossóis e a inalação convencional

Agora você vai conhecer alguns mitos e verdades sobre o uso do aerossol.

BOMBINHA – Era assim que se chamava os primeiros tipos de tratamento por via inalatória. Mas hoje tudo mudou e este nome não faz mais sentido. Os sistemas de aplicação se desenvolveram, novas substâncias e medicamentos foram criados e, consequentemente, um novo nome passou a ser utilizado, o aerossol.

MITOS
VERDADES

O uso exessivo do aerossol pode matar.
Trata-se de um mito que não encontra respaldo científico.
Aliás, resultados de estudos com asmáticos mostram que mesmo com o uso de doses bem maiores que as habituais (até 72 puffs em 3 horas) não houve registro de reações adversas clinicamente relevantes.

 

Os aerossóis podem viciar.
Os aerossóis ou sprays são formas seguras de administrar os medicamentos aos pacientes com diagnóstico de asma brônquica e apresentam efeito mais rápido e com menos reações adversas que comprimidos e xaropes. Existe atualmente aerossóis que são usados para combater crises e outros que tem ação preventiva, necessitando uso continuo. Por esses motivos, deve-se sempre usar esses medicamentos sob supervisão médica.

 

O paciente não aprende a usar o aerossol.
Esse é outro mito que pode ser facilmente resolvido com a educação do paciente sobre o uso do aerossol. Quando bem orientados, os pacientes aprendem rápido a manejá-lo corretamente. Alem disso, existe um moderno método de aplicação Aerocâmera, que facilita ainda mais o uso dos aerossóis.

O aerossol é mais produtivo.
Em serviços de pronto atendimento é preferível administrar o aerossol pois éde uso mais imples, barato e de relação custo/beneficio mais favorável.

Agitar o aerossol antes de usar.
Pode parecer desnecessário, mas a pratica mostra que é preciso agitar o aerossol antes do uso para misturar a substancia ativa com o gás propelente. Caso contrário, corre-se o risco de inalar apenas o gás.

A dose de inalação com o aerossol é menor e mais rápida.
Entre todas as vias de administração de agentes broncodilatadores, a dose de inalação com aerossol é a menor e,por essa via,a ação é rápida: 50% do efeito máximo em 3 minutos.

A segurança com os aerossóis é maior.
Os aerossóis são muito seguros, pois as substâncias vão diretamente para o pulmão. A segurança é reforçada, pois o medicamento apresenta uma concentração menor na corrente sanguínea e desta forma reduz os efeitos colaterais que poderiam ocorrer se a pessoa tomasse o medicamento pela boca. Medicação usada na forma de aerossol permite que a substância seja administrada diretamente nos brônquios e pulmões. Sendo assim, a ação torna-se mais rápida e sua dosagem menor. A título de curiosidade, uma colher de chá de xarope de broncodilatador equivale a 20 jatos de aerossóis. Esses aspectos são importantes, uma vez que os efeitos colaterais são potencialmente menos intensos e as interações medicamentosas tem menor probabilidade de ocorrer.

A via inalatória é uma maneira de introduzir drogas no organismo da criança mais rapidamente e com uso de doses bem menores do que se fossem por xaropes, comprimidos ou injeções. É a via inalatória que deve ser utilizada com prioridade sempre que possível. Para se ter uma idéia de quanto a dose é menor, uma colher de chá (5ml) de Aerolin xarope equivale a 20 jatos de Aerolin Spray.
A inalação convencional com inaladores elétricos seja ultra-sônicos ou não, é muito bem aceita por todos, mas os sprays ainda são chamados de bombinhas e muito preconceito existe a respeito deles, principalmente que “fazem mal para o coração...” Como já vimos, sua atuação se faz com doses bem menores do que os xaropes ou injeções; alem disso, SEU MÉDICO estará controlando todos esses medicamentos e pode lhe esclarecer todos esses medicamentos e pode lhe esclarecer todos os seus efeitos colaterais ou indesejados. Uma grande parte de falha na resposta aos medicamentos é a devida higiene ambiental imperfeita ou a negligencia e uso errado dos medicamentos, sobre tudo dos sprays.
O espaçador é obrigatório quando do uso dos sprays.
Já existem hoje medicamentos para inalação em forma de cápsulas com inaladores próprios que dispensam o uso do espaçador.
Então, a mesma droga, tanto broncodilatadores como corticóides inalatórios podem ser prescritos nas formas de sprays ou cápsulas.

Crises de Asma à Noite
Detalhes que você deve conhecer sobre a asma noturna.

1 – A ocorrência de crises de asma durante a noite, conhecida como asma noturna, é mais comum do que se imagina.

2 – São características da asma noturna:
* Acordar a noite com tosse;
* Acordar a noite com chiado no peito;
* Acordar a noite com falta de ar;
* Experimentar aperto no peito à noite;
* Despertar de manhã com sintomas.

3 – Portadores de asma noturna tem maior grau de reação dos brônquios e mais inflamação das vias aéreas no período noturno do que no diurno.

4- Os sintomas de asma noturna interrompem o sino e prejudicam o desempenho do paciente em suas atividades diárias.

5 – A relação entre regurgitação (refluxo gastroesofágico: do estômago para o esôfago) e asma noturna ainda não foi comprovada. Entretanto, o controle adequado desse refluxo contribui para melhorar os quadros de asma noturna.

6 - A ocorrência de apnéia (para respiratória por poucos segundos) durante a noite deve ser pesquisada, pois seu tratamento também contribui para melhorar a asma noturna.

7 – A presença de renite e sinusite pode agravar os quadros de asma à noite.

8 – Variações noturnas de temperatura e umidade podem desencadear piora noturna de asma.

9 – A inalação de agentes alergênicos (que provocam reação alérgica) pelo paciente no período da tarde pode resultar em reação tardia, mais comum durante a noite.

10 – Qualquer tipo de fator desencadeante de asma, no quadro de dormir, precisa ser identificado e imediatamente eliminado.

EPISÓDIOS FATAIS DE ASMA SÃO MAIS COMUNS À NOITE.

ATENÇÃO: numerosos estudos demonstram que os pacientes não usam corretamente os sprays. Portanto, preste atenção e qualquer duvida sera eclarecida por seu médico. Crianças de colo devem sempre usar mascaras, e crianças maiores devem usar espaçadores.

VEJA COMO USAR:
Retire a tampa protetora do inalador.
Verifique visulamente se há objetos estranhos dentro da câmara.
Agite vigorosamente o inalador antes de cada uso. Insira o bocal do inalador na parte de trás da câmara.
Aplique a máscara à face da criança. Pressione o inalador noinício da inalação. Mantenha uma boa vedação durante 4 a 6 respirações, depois de pressionar o inalador. Repita caso necessário de acordo com seu médico (Sempre com intervalo de 1 minuto)
 

Lavar seu inalador Spray uma vez por semana.
Retire o frasco de alumínio; Retire a tampa do bocal para que a água possa escorrer; Use sabão ou detergente neutro; Enxágüe com bastante água morna; Sacuda para tirar excesso de água; Deixe secar à temperatura ambiente durante a noite; Pela manhã, recoloque o frasco de alumínio e a tampa s, seguindo esses procedimentos, você evitará o entupimento do seu inalador.

Fonte: www.pueri.com.br

Conheça o Clube Cardoso Marques!